AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Bom dia - Itabira, quinta, 21 de janeiro de 2021 Hora: 07:01

COLUNISTAS
Marcos Gabiroba e a crônica da semana “Nasce um novo sol a cada dia”
30/11/2020

Passadas as eleições municipais, resta-nos agora as especulações de quem será quem no novo governo, caso seja revertida decisão judicial de primeiro grau sobre a impugnação imposta ao vencedor do último dia 15, ficando claro que em segunda instância, esta, foi favorável ao Marco Antônio Lage, consagrado nas urnas, restando, destarte, a última instância, isto é, o Tribunal Superior Eleitoral.

Doravante, temos que viver nosso dia a dia sabendo que nasce um novo sol a cada dia, e, para tanto devemos antecipar a mudança. O Cosmo está sempre nos surpreendendo. Problemas brotam em lugares onde até ontem não havia nenhum.

Oportunidades aparecem de repente em áreas há muito estagnadas. Rotinas que produziam os resultados previstos deixam de funcionar. As dinâmicas de grupos são alteradas pelo ingresso de novos membros. O pensador greco-romano, Heráclito, o pai da dialética, nos faz lembrar que nada é permanente e que não devemos ser escravos de nossas suposições. Ao contrário, devemos procurar manter nossas mentes abertas para novas possibilidades, quando definiu: “O que há de novo em sua situação, seja ela econômica ou financeira? Como foi que o Cosmo o surpreendeu recentemente?” Perguntas estas que nos calam ao mais profundo de nosso íntimo!

É preciso que, doravante, saibamos dar outra olhada, tal como o sol no outro lado, ou no nosso estado de espírito que possa mudar de um dia para outro. Há dias em que sentimos eufóricos com um sucesso alcançado e outros em que estamos tensos, afogados em problemas. Há dias em que temos melancolia do passado e outros em que nos enchemos de esperanças em relação ao que está batendo à porta. Há dias em que nos sentimos mentalmente exaustos e, em outros estamos alerta e lúcidos.

Esses diferentes estados de espírito “colorem” nossa maneira de encarar os problemas e oportunidades que aparecerem. Elas sempre aparecem, com certeza.

Para tanto, é necessário estamos disponíveis para recebê-las. “Como está hoje, o “colorido” do seu pensamento? Que aspecto adquire a sua situação com essa perspectiva? Será que a ideia contra à qual, você caro, ouvinte, reagiu ontem era de fato tão ruim? A ideia pela qual você se apaixonou na semana passada ainda brilha?” São perguntas que devemos fazer a nós mesmos todos os dias, pois ontem é história, amanhã é mistério; e hoje é uma dádiva; por isso se chama presente.

Por isso, perdoar nossos amigos e, principalmente nossos inimigos como nos ensina Jesus Cristo é um fundamento essencial para cada um de nós que, ainda, ter a oportunidade de ver nascer um novo sol a cada dia. É possível que as circunstâncias, às vezes, tentam mudar nosso cotidiano. Em assim sendo, talvez seja melhor deixar de lado os desacordos de ontem. A vantagem dessa estratégia é que ela aumenta a quantidade de opções criativas à nossa disposição. Já pensou nisso? Lembro-me que meu pai, de saudosa memória, nos contava que “ao final da Iª Guerra mundial, os países vencedores – ainda sofrendo as consequências de seus enormes gastos financeiros e do vasto número de baixas no campo de batalha – exigiram reparações da Alemanha. Foi a decisão de maior custo político a história.

Não apenas ela solapou a recuperação econômica da Alemanha, enfraquecendo, ainda mais o seu já debilitado sistema político, como fomentou as condições que levaram à ascensão de Hitler e do nazismo.

Com isso, uma geração mais tarde, a Europa enfrentou, outra vez, o caos econômico e político ao final da IIª Guerra. Mas, em lugar de exigir reparações das potências do Eixo (Alemanha, Japão e Itália), os Aliados tomaram o caminho oposto. Por meio do Plano Marshall, os Estados Unidos ajudaram a reconstruir a maior parte da infraestrutura do Continente Europeu, incluindo a Alemanha, incentivando a saúde tanto econômica quanto política das nações arrasadas em toda Europa. A opção por não perpetuar os ressentimentos passados quebrou o ciclo de guerra e pobreza que custou ao mundo dezenas de milhões de vidas na primeira metade do século XX. Pensando bem, pergunto\; “O que você, caro ouvinte pode perdoar em sua situação atual? Que novas perspectivas criativas isso abre para você?”

Tomando o nosso raciocínio de hoje, expresso nestas linhas desta crônica é necessário que apreciemos o agora, dado que tudo está mudando, e, diga-se de passagem, que o Covid-19 tem muito a contribuir com as mudanças que advirão, e, mais do que nunca devemos apreciar o agora, agora mesmo. Tudo o que é bom acaba. Outrora, Horácio, poeta e pensador romano do século I, expressou: “Carpe diem”, palavra latina esta que significa, “aproveite o seu dia”. Se você está em situação difícil, ânimo, pois ela também passará. O que é bom e belo no momento presente? O que é inesperado? Porém, uma certeza é absoluta: Sempre nascerá um novo sol a cada dia. Os fortes, otimistas e heróis persistem, enquanto outros desistem, tirando o time de campo. Amigo e amigo ouvinte nunca fuja da raia.

Persevere. Insista, mesmo quando a vitória parece ser impossível, ou bem distante.

Você nasceu para triunfar e não para fugir, nem para capitular. Renovar nossa esperança, ainda, é o caminho. Pensem nisso.








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2021. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.