AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa madrugada - Itabira, sexta, 25 de setembro de 2020 Hora: 04:09

COLUNISTAS
Marcos Gabiroba e a crônica da semana "Covid-19, uma oportunidade para uma vida nova"
31/08/2020

Ainda estamos vivendo momentos em que a pandemia do Covid-19 desafia o ser humano a obedecer às normas impostas pelo Ministério da Saúde e pelas Secretarias de Saúde de nosso Estado e de nossos Municípios. Essa desobediência constante às regras nos impostas hoje em dia, em proporções, é claro, faz-me lembrar da passagem bíblica da situação do povo de Jerusalém após o retorno do exílio de setecentos anos como escravos dos babilônicos. A situação não foi fácil como pensamos, ou podemos pensar. Além da destruição da cidade, esta arrasada em todos os aspectos, a injustiça e a exploração habitavam as ruas da cidade.

As péssimas condições sociais geraram um verdadeiro caos, e por todo lugar crescia a desigualdade entre os próprios judeus. Algumas pessoas aproveitaram a desorganização social para oprimir os mais pobres, com alta cobrança de juros, impostos elevados e penhora de bens e até de pessoas. Viver em Jerusalém naqueles dias, não era nada agradável, até parece um pouco com o que estamos vivendo neste período do Covid-19 em nosso país. Aumento da gasolina, do óleo diesel, do etanol e de todos os gêneros alimentícios, e dos remédios, nem se fala, pois estes foram para as alturas e nossos salários desse tamaiiiinnnhhho, uns poucos enriquecem mais explorando pessoas que cada vez ganham menos, não é mesmo? A vida naquela época, como hoje em dia, era limitada pela ganância.

Naquele tempo Deus mostrou aos israelenses uma oportunidade para abrir o coração de seus filhos eleitos e deixou ecoar a voz do sofrimento. Alguns que não suportavam mais a exploração foram ao profeta de então Neemias, e apresentaram todas suas indignações com a violência e os maus tratos existentes. Este filme não foi ontem, no passado. Está parecendo com os dias atuais, não é mesmo?

Neemias era um homem de Deus, responsável pela reconstrução, física, espiritual, emocional e social de Jerusalém. Diante da situação lhe apresentada ficou calado diante de tanta injustiça. Agiu como um servo de Deus deve agir e encontrou forças no Senhor para mostrar que somente o verdadeiro temor a Deus e aos seus mandamentos possibilitaria a reconstrução de uma nova sociedade. Teve coragem de trazer à tona as práticas contrárias à Lei do Senhor e tornar evidente a tristeza de Deus. Enfrentou os opositores, desmascarou a ganância e mostrou que a obediência a Deus deve ser o principal objetivo de um povo. Deus é o justo juiz sobre a vida de todos, e somente a ele cabe abençoar ou “sacudir e despojar” aquele que, ao invés de fazer o bem, usa sua vida para amaldiçoar os que estão próximos.

Trazendo este texto para a realidade do hoje, do agora verificamos que não temos mais um Neemias para nos ajudar a combater os gananciosos e opressores e a levantar nosso ânimo contra a pandemia e contra todos àqueles que nos exploram.

Mas, se pensarmos bem, não esqueçamos que o Papa Francisco, talvez, o Neemias de nosso tempo ensina-nos a rezar contra todos os inimigos do povo e, também contra o Covid-19, quando pediu que todos os católicos do mundo inteiro rezassem a oração: “Deus Santo, Deus forte, Deus Imortal; Deus todo poderoso tenha misericórdia do nós e do mundo inteiro. Guardai nosso lar, nossa família, nossos parentes, nossos amigos e nossa nação. Daí um sopro de cura e libertação dessa praga e que, o mundo reconheça que só o Senhor é Deus de Poder e Glória.

Amém.” É, necessário amigos e ouvintes que compreendamos que uma nova vida está surgindo no meio de nós. Depois que o Covid-19 passar, e vai passar, se Deus quiser, estaremos vivendo uma nova vida com certeza. Lembremo-nos daquela passagem bíblica em que o texto fala-nos sobre aquele homem controlado por espíritos malignos. Ele vivia perambulando pelo cemitério e pelos montes, gritando e se ferindo com pedras. Ninguém podia dominá-lo: ele era o “terror” daquele povoado. Este é um exemplo de até onde um ser humano pode chegar quando subjugado pelos poderes das trevas. Podemos enxergar neste texto, até quando satanás e seus discípulos são capazes de fazer com um homem que foi criado por Deus à sua imagem e semelhança e com o propósito de glorificá-lo por meio de sua vida. Porém, o objetivo de satanás é destruir a vida das pessoas. Por mais atraentes e promissoras que possam ser suas propostas, a verdade é que ele jamais pretende nos fazer qualquer bem. Ele é traiçoeiro, trapaceiro, falso e enganador.

Jesus disse que satanás é o pai da mentira (Jo 8.44). Portando, não nos deixemos iludir com suas promessas de vida fácil, prosperidade, saúde, ou seja, lá o que for.

Ele só quer ver as pessoas sofrendo. Nessa nova vida que esperamos após passar o Covid-19, confiemos em Jesus Cristo o Filho de Deus que tem um propósito bem diferente. Ele veio para nos dar vida plena (Jo 10.10b). O homem do texto bíblico é um exemplo disso; teve nova vida após anos e anos de tormentos, ser torturado e escravizado e um novo sentido para sua vida ao ser libertado pelo Filho de Deus.

Em sua nova vida passou a anunciar a todos o que Jesus tinha feito por ele, e muitos ficaram admirados com a transformação ocorrida. Gente, o tempo exige nosso compromisso com Deus em seu Filho Jesus para que tenhamos de verdade a liberdade completa. Doravante, passemos o comando de nossa nova vida a Deus para que sejamos, de fato, seres humanos livres, experimentando essa diferença de vida nova no dia a dia. Não procure em outro lugar – somente Cristo pode nos dar vida nova e completa. Pensem nisso.








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2020. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.