AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa noite - Itabira, domingo, 15 de setembro de 2019 Hora: 21:09

COLUNISTAS
Marcos Gabiroba e a crônica da semana Fui demitido! Águas passadas.
20/05/2019

Meus amigos e ouvintes, por acaso você já parou um pouco nos seus afazeres cotidianos e pensou sobre os erros que cometemos que só nos trazem más lembranças? O mal que causamos aos outros e a nós mesmos? Como desviamos nosso foco e fomos tão imaturos em praticar tão grande mal?

São perguntas que fazemos a nós mesmos diariamente, não é mesmo? Se concentrarmos nossa vida em nossos erros, será bem difícil seguir em frente! Teremos medo de avançar e tentar de novo – e se cometermos outro grande erro ali na frente? O pecado – aquilo que desagrada a Deus e nos afasta d´dele – trava nossa vida. Parece não ter solução...

Você já parou um instante e já pensou nisso?

Mas há! Pensem bem: existe um trecho bíblico que nos ensina: “Atirarás todos os nossos pecados nas profundezas do mar”(Mq 7.19b). Leia-o agora. Não perca tempo! Para mudar essa situação é preciso consagrar a Deus nossa mente e também afastar-se do pecado e da maldade. Isso significa arrependimento e mudança de vida. Quando voltamos para Deus, nossas desgraças se tornam “águas passadas” (v.16). Os pecados são jogados no fundo do mar, conforme nos diz Jeremias, e, como dizia Corrie Ten Boom, Deus lá colocou uma tabuleta com os dizeres “É proibido pescar”.

Como “águas passadas não movem moinhos”, não precisamos lembrar constantemente de nossos pecados, pois Deus já os perdoou. Eles não mais nos trarão tantas tristezas nem nos deixarão paralisados. Pelo contrário, com Deus podemos levantar o rosto e seguir em frente, sabendo que Ele perdoou e esqueceu tudo o que deixamos para trás e agora transforma nossa vida, ensinando por meio de sua Palavra como podemos evitar o mal.

Com Deus, podemos andar confiantes, seguros de que Ele não nos acusará de nada nem trará à tona nossos erros. Pensem nisso! Recebemos a esperança de vida eterna com Ele e Nele até esquecemos nossos medos, seguros da proteção deste Deus misericordioso.

Consagrar-se a Deus é dádiva e decisão mais importante de nossa vida, pois ela define como nós viveremos aqui e na eternidade. Você, caro ouvinte de nosso encontro semanal já tomou esta decisão ou ainda está preso nas lembranças de todo mal que já causou a alguém? Doravante, entregue sua visa a Deus, por meio de seu filho, Jesus Cristo, e experimente a vida completa que só Ele pode nos dar! O passado que Deus perdoou não existe mais. Vamos em frente? Pensem nisso, amigos.

Outra situação dos tempos modernos que traz muita intranquilidade e mais desespero às famílias é quando o chefe da casa perde seu emprego, principalmente se ele ou ela não têm fé em Deus. Muitas vezes vem a pergunta: “porque essa perda?” Hoje em dia você pode ser um ótimo profissional e estar preparado, mas não está seguro do seu emprego – são muitos os fatores que o ameaçam. Nossa terra vive esse drama há muito e os que estão nessa situação de desempregados não veem chance alguma de, um dia, tudo isso atingir uma melhora e as esperanças cada vez diminuem muito mais.

Quem não passou por esta situação quando seu chefe imediato ou um supervisor chegou perto de você e lhe disse: “sinto muito em informar-lhe que você está demitido, você e outros funcionários devido a situação crítica financeira que estamos passando e também porque nossos clientes não estão nem mesmo solicitando para que façamos orçamentos”, isto, quando simplesmente você recebe uma carta, colocada no lugar do cartão de ponto em que o conteúdo só expressa: “não mais necessitamos de seus serviços”. Como dói!

Quem, quem nesta hora não fica arrasado, humilhado e abatido? Você tinha feito vários planos: reformar sua casa, construir um ou dois novos cômodas a mais para dar conforto â família; comprar uma nova geladeira, um novo televisor led 60 polegadas e tantas outras necessidades que, neste momento vai por água abaixo.

Lembro-me, quando fui despedido da antiga Vale do Rio Doce, em 1971. Ao ir ao vestiário para trocar de roupa e despedir de meus companheiros de trabalho, encontrei um folheto que havia guardado há tempos e dele me esquecera, nele estava escrito: “Cantarei ao Senhor toda a minha vida; louvarei ao meu Deus enquanto eu viver” (Sl 104.33).

Enquanto lia não acreditava, pois este folheto estava comigo há mais de um ano e nunca tinha lido. Como foi adequado para mim naquele momento e durante os dias que se sucederam ao meu desligamento, o descontentamento de ter sido despedido, por falta que jamais havia cometido, dispensa esta que julguei injusta, aquela decisão da empresa, naquela dia e hora e nos dias subsequentes foram, não de desespero, mas de uma angústia muito grande, pois tinha minha consciência tranquila. .

Passada a raiva, o desespero, a angústia e, porque não, a decepção; voltei meus olhos para a Palavra de Deus, lendo novamente o Salmo em mãos, cujas palavras têm o poder de trazer o alívio nas horas de aflição, me senti tão leve e disse a mim mesmo: tenho dois braços, duas pernas e dois pés; uma cabeça que pensa e um coração que pulsa. Vencerei todos os obstáculos que se me apresentarem daqui pra frente. Cheguei em casa tranquilo, com um semblante alegre e dei conforto e segurança à minha mulher e filhos, até então, menores, um com quatro anos e outro com dois anos. Essa minha atitude foi muito importante naquele momento, naquela época, pois em situações desse gênero, não podemos levar nossa família ao desespero, mas sim, mostra-lhes que Deus em seu filho Jesus é presente em nossa vida. Podemos comprovar que temos um Senhor que está sempre alerta e toma conta de nós. A leitura daquele folheto foi, pra mim, a certeza de que Deus jamais nos falta e nos dá tranquilidade e segurança, seja em qual for a situação.

É Ele (Deus) que nos dá ânimo e coragem para procurar outro emprego ou seguir em frente, pois quando os problemas chegam, é em Deus que encontramos socorro. Pensem nisso, pois “águas passadas não movem moinhos”, nem demissões é o fim de tudo!

Acreditar, ter fé e esperança em Deus é a solução.








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2019. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.