AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa noite - Itabira, domingo, 26 de maio de 2019 Hora: 18:05

COLUNISTAS
Marcos Gabiroba e a crônica da semana A cruz é o lenho de nossa salvação
22/04/2019

Estamos no Domingo da Ressurreição. O domingo da Páscoa. O Cristo depois de descido da Cruz foi sepultado e, no terceiro dia Ressuscitou como nos diz as Escritura e o Evangelho. E a Cruz? O que aconteceu com ela? São Paulo em sua 1ª Carta aos Coríntios diz àquela comunidade e a nós nos tempos modernos que: “A Cruz pode ser “escândalo” para os judeus e loucura para os pagãos, mas para mim ela existe a fim de que eu a ame”.

Amigos e ouvintes de nosso encontro semanal é duro, eu sei, seguir o Cristo neste terreno. Mas ele faz questão de se apresentar na atitude de carregar esse seu instrumento de trabalho e é, sobretudo, nessa hora que Ele quer ser imitado. Já pensou nisso? Eu, você, todos nós que, apesar de tudo nos consideramos “pessoas de boa vontade”, diante deste quadro, quantas vezes nos desviamos o nosso olhar.

Quanto é duro, repito ver esse Carregador de cruzes que sai apressado rumo ao Calvário? É incômodo demais para os nossos olhos e gostos. Só sabe prejudicar o nosso descanso e perturbar o nosso sonho e nossa alma. Já aconteceu com você? O que podemos fazer? Eu, modestamente já comprovei que minha reação diante de uma cruz sempre foi de respeito e de certeza que, somente com ela, nela e por ela seremos salvos. Por isso, tenho me desenvolvido o instinto de conservação; quero “salvar” a minha alma do perigo do pecado mortal e, por ela, a Cruz ser imortalizado.

Nas horas dos perigos, às vezes, a solução é fugir. Não fugir da Cruz que nos salva, mas apagar da minha vida o pecado e alcançar a redenção. Cancelar o Calvário do meu mapa de vida é afastar-me de Jerusalém, não a Jerusalém terrena, mas a Jerusalém do campo da luta, onde não faltaria quem se encarregasse de apontar uma cruz para mim. Com você acontece o mesmo? No fundo, no fundo do seu íntimo é a cruz da nossa salvação. Hoje, para muitos bem que se poderia encontrar um modo mais elegante e mais moderno de seguir a Cristo, não é mesmo? Mas seguir a Cristo sem carregar nossa Cruz jamais encontraremos a felicidade da vida eterna. Esta é a nossa maior esperança e certeza de que Cristo carregou a sua Cruz sozinho e ainda continua a nos ajudar a carregar a nossa até o Calvário. Já pensou nisso?

A História da Humanidade, as leituras bíblicas, os testamentos e concílios não falam da Cruz após a Ressurreição de Cristo. Por onde anda esta Cruz? Eu sei.

Quiçá você também saiba onde ela se encontra. Ela está nos corações humanos que acreditam na Ressurreição de Cristo e se arrependem de seus pecados. Só ela, a Cruz pode nos levar à ressurreição e à Pátria prometida. Pensem nisso.

Nesta noite, a Igreja, como Assembleia Santa, canta ao mundo a sua fé e a sua alegria pascal. O “Aleluia” que é cantado nas solenidades litúrgicas neste Domingo da Páscoa é o grito de júbilo que, desde o sepulcro vazio, ecoa ao longo dos tempos. A ressurreição ilumina toda a missão terrena de Jesus, dá sentido a suas palavras e a seus gestos. É como testemunha de tudo isso, que nasce na Igreja.

Assim, não celebramos apenas a Páscoa de Jesus, mas também a de todos os cristãos, membros de seu corpo vivo. E por isso também, nesta noite da Vigília, nascem novos filhos da Igreja pelo batismo, sob a sombra da Cruz e pela fé. É como se fosse uma festa batismal e, principalmente, de renovação da vida em Cristo Ressuscitado. A morte foi e é vencida e suas forças não prevalecem mais.

“Eis o lenho da Santa Cruz, eis o dia da Salvação. Cristo Ressuscitou! Aleluia!”.

Meus amigos e ouvintes, esta é a hora, ainda não a final, de renovarmos o nosso compromisso de sermos testemunhas da vitória da vida! Pensem nisso.

Ressuscitastes Senhor! Ressuscitastes na pureza inefável do esplendor sem par.

Ressuscitaste para nos dizer, com linguagem esplendorosa, eloquente e silenciosa, essa linguagem que brota de tua glória, que não nos fizestes para o sofrimento.

Ressuscitaste para nos dizer que, o plano de sabedoria infinita do Pai, o sofrimento não é um fim, é um meio; o Calvário, meus amigos é um caminho e não a meta suprema. Ressuscitaste Senhor para nos arrastar com o teu exemplo e encorajar- nos na caminhada áspera de nossa frágil existência terrena, para dar sentido de conquista a nossos dias. Cristo ressuscitado dá-nos luz suficiente e força eficaz para ajoelhar-nos aos pés da tua cruz e viver o mistério do teu amor redentor. É o que vos pedimos hoje e sempre, pois sabemos que a cruz, a tua cruz é a porta da ressurreição e fortaleza da nossa fé. AMÉM. Pensem nisso, amigos e ouvintes.

Feliz e abençoada Páscoa para todos. Feliz Ressurreição sempre.








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2019. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.