AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Bom dia - Itabira, segunda, 17 de junho de 2019 Hora: 08:06

COLUNISTAS
Marcos Gabiroba e a crônica da semana "O tempo ontem, hoje e sempre. Deus senhor do tempo"
28/01/2019

Meus amigos e amigas, semana passada abordei neste espaço um assunto muito peculiar para os tempos modernos, isto é, sobre o Bom Samaritano, a Amigo e o seu Próximo. Dentro dessa linha de raciocínio, hoje escrevo sobre o Tempo de Deus. Nosso tempo cronológico é diferente do de Deus, tempo este que é eterno e não possui nenhuma limitação temporal. Quando Moisés no Monte Horeb, disse que não sabia o nome de Deus, o Senhor simplesmente respondeu-lhe: - “Eu sou o que sou” (conforme explicita o Livro Êx 3.14). Em Deus não há passado e nem futuro: Ele é eternamente, sem mudança ou envelhecimento. Por sua vez, Jesus o filho de Deus é o mesmo ontem, hoje e para sempre (Hb 13.8). Já pensou nisso?

Tomando emprestado de João 7.6 in verbis: “Jesus lhes disse: “Para mim ainda não chegou o tempo certo; para vocês qualquer tempo é certo”. São Pedro expressa em sua primeira carta, 3-8.9 advertindo-nos: “Finalmente, tende todos um só coração e uma só alma, sentimento de amor fraterno, de misericórdia, de humildade”.

“Não pagueis o mal com o mal, nem injúria com injúria, ao contrário, abençoai, pois para isto fostes chamados, para que sejais herdeiros da bênção”.

Com certeza Pedro, neste texto se refere a um jogo de palavras: um dia de Deus corresponde a mil anos dos homens; mil anos de Deus são iguais a um dia dos homens. Enquanto ansiosos ficamos pensando que Deus demora, Ele está sendo paciente. Ele não vive pressionado pelo relógio! Não há como calcular o seu tempo- e aqui me lembro do texto de Isaias 55.9: “Assim como os céus são mais altos do que os caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os seus pensamentos”.

Meus amigos e amigas são necessários que compreendamos que: enquanto Jesus para a consumação da História, o que podemos fazer em nosso tempo? Se amarmos a Deus, devemos procurar viver de uma forma que O agrade. Para tanto devemos, com interesse buscar nas Escrituras o que devemos praticar para encontrar o Senhor. No livro do profeta, Miqueias, encontramos a resposta do que o Senhor deseja que façamos: “Ele mostrou a você, ó homem, o que é bom e o que o Senhor exige: pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus”, (Mq 6.8). Pense nisso.

No nosso dia a dia, ou no nosso tempo podemos andar com Deus todos os dias, obedecendo ao Senhor, cada vez mais em nosso tempo para que quando o nosso tempo aqui na terra terminar, experimentaremos como é o tempo de Deus – a eternidade. Você caro ouvinte quer passar esse tempo com Deus ou longe dele? A resposta depende de sua fé e união a Cristo. “Quem crê no Filho tem a vida eterna; mas quem O rejeita não verá a vida, mas sim, a ira de Deus permanece sobre ele”, (Jo 3.36) Neste tempo paro um pouco para perguntar a mim mesmo e por que não, a você também: Como queremos viver neste tempo e na eternidade? A eternidade não cabe em nosso tempo, mas, se quisermos podemos, todos juntos caber na eternidade com Deus. Também pensem nisso. O tempo de Deus não é o nosso tempo. Quantas vezes em nossa vida diária, pedimos, pedimos, pedimos e não alcançamos a graça ou o milagre desejado. Mas, com certeza, no tempo de Deus tudo acontece sem percebermos e alcançamos tudo, tudo, tudo. Não é mesmo?

Amigos e ouvintes para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus; “Tempo para nascer, e tempo para morrer; Tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado; Tempo para matar, e tempo para sarar; Tempo para demolir, e tempo para construir; Tempo para chorar, e tempo para rir; Tempo para gemer, e tempo para dançar; Tempo para atirar pedras, e tempo para ajuntá-las; Tempo para dar abraços, e tempo para apartar-se; Tempo para procurar, e tempo para perder; Tempo para guardar, e tempo para jogar fora; Tempo para rasgar, e tempo para costurar; Tempo para calar, e tempo para falar; Tempo para amar, e tempo para odiar; Tempo para a guerra, e tempo para a paz”. A leitura completa do Livro Eclesiastes, capítulo 3 da Bíblia conduz-nos a nos livrar das injustiças do mundo, dos tormentos da vida humana, obtendo ainda, conselhos de piedade livrando-nos também das vaidades e das riquezas desonestas.

Nesse tempo em que a vaidade das vaidades é vaidade das vaidades, tudo é vaidade. Que proveito tira o homem de todo trabalho com que afadiga debaixo do sol? Uma geração passa outra vem; mas a terra sempre subsiste. O sol se levante, o sol se põe; apressa-se a voltar ao seu lugar; em seguida, se levanta de novo. O vento vai em direção ao sul, vai em direção ao norte, volteia e gira para os mesmos circuitos. Todos os rios se dirigem para o mar, e o mar não se transborda. Em direção ao mar, para onde correm os rios, eles continuam a correr. Todas as coisas se afadigam mais do que se pode dizer. A vista não se farta de ver; o ouvido nunca se sacia de ouvir. O que foi é o que será; o que acontecer é o que há de acontecer.

Não há nada de novo debaixo do sol. Se for encontrada alguma coisa da qual se diz: “Veja: isso é novo”, ela já existia nos tempos passados. Não há memória do que é antigo, nossos descendentes não deixarão memória junto daqueles que virão depois deles. Pensem nisso, meus amigos e amigas de nosso encontro semanal. O tempo, como dizia meu saudoso pai, é o Senhor dos tempos.








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2019. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.