AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa noite - Itabira, sábado, 11 de julho de 2020 Hora: 21:07

COLUNISTAS
MARCOS GABIROBA E A CRÔNICA DA SEMANA " NO SILÊNCIO DA NOITE, O RENASCIMENTO"
21/02/2017

Quem se fecha sobre si mesmo, passa a vida poluindo as grades da própria prisão, escrevi certa vez, neste espaço semanal. Lembram? Fazer o que a gente bem entende, talvez seja apenas libertinagem, nada mais! Julgar-se livre, independente, é por vezes a pior das escravaturas. O egoísmo é péssimo conselheiro. A autossuficiência venda os olhos, atrofiando o cérebro, a alma e o coração. Já pensou nisso? Certa vez, Cristo questionado, disse a seus discípulos: “Só a verdade vos libertará”, frase esta ainda em voga em nossas vidas, não é mesmo?

Numa outra oportunidade, o mesmo Cristo disse à turba, no alto da montanha: “Bem- aventurados todos aqueles que já prelibaram a graça inefável da verdadeira liberdade interior. E ditosos, infinitamente ditosos aqueles que estão a caminho desta libertação, que vale tesouros e opera milagres”. Liberdade interior. Que nasce de um gesto. Que brota de uma conversão. Que é fruto de uma partilha, de um aceno, de um coração aberto, onde o Espírito Santo faz sua morada.

Liberdade interior, resultado de uma conquista que atravessou renúncias e conhece o ofertório das generosidades. Liberdade interior, prêmio invisível da mão que se estende, de uma intimidade que se desvenda, nas dimensões da fé e da esperança. Liberdade interior, filha genuína de uma fraqueza que se reconhece, de limitações que a gente aceita. Também já pensou nisso?

Só a liberdade interior consegue colocar tudo em seu devido lugar. Só ela nos leva a ver as coisas como realmente são, sem nenhum desfoque, sem aviltações espúrias, sem nenhum tipo de mentira ou medo deformador.

 Certa vez Marici Rodrigues Trussardi, mãe de nove filhos, quando entrevistada por uma revista de circulação nacional, num momento de muita inspiração, fez algumas colocações que mereceriam um pedestal: - O que leva muitos casais ao desajuste é a falta de infinito dentro deles. Nossos filhos nos realizam e nós os realizamos. - Quando a gente se ausenta de si mesmo e confia em Deus, a alegria vem ao natural, sem necessidade de psicanálise. Deus faz maravilhas, quando a gente deixa. A liberdade interior só encontra guarida quando abrimos o coração para Deus. Hoje em dia, tudo é rápido e vertiginoso. Há no mundo um sentimento de urgência e a gente tem que responder. O mundo todo está pedindo socorro. De todas as direções ouve-se um pedido de socorro e nós, na maioria das vezes, fazemo-nos de surdos, cegos e mudos e o mundo lá fora está exterminando gente, nossos irmãos. A paz, a generosidade, o amor ao próximo, o respeito de um para com o outro se banalizaram. E o Cristo que um dia disse-nos: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”, cai no esquecimento de nossos egoísmos e em acomodações. Gente, amar o outro é muito difícil. Nosso egoísmo e nossa generosidade, no mundo moderno sobrepõem aos ensinamentos que o próprio Cristo e nossos pais nos legaram um dia para uma vida inteira. Ser livre, quem não o deseja? Não esqueça, porém, que a liberdade exige um preço, um duro quinhão: a capacidade da renúncia, e esta é a chave que abre as portas da sonhada libertação.

Vinícius de Moraes, poeta e cantor brasileiro nos deixou para a posteridade, quando escreveu: “A maior solidão é a do ser que se ausenta que se defende que se fecha que se recusa a participar da vida humana”. A maior solidão é a do homem fechado em si mesmo, no absoluto de si mesmo, o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor de amizade, de socorro. O maior solitário é o que tem medo de amar, o que tem medo de ferir e ferir-se. Esse medo queima como uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno. O medo é a angústia do mundo que o reflete. Ele é o que recusa às verdadeiras fontes da emoção, as que são o patrimônio de todos, e, encerrado em seu duro privilégio, semeia pedras do alto de sua fria e desolada torre.

Depois de um dia super-atarefado, fiz silêncio à minha volta, cerrando as portas aos ruídos de fora. E dentro do silêncio escutei como nunca a voz misteriosa da minha ruptura interna clamando por unidade. – “Preciso de você, meu irmão. Sozinho sou um mutilado. Um pássaro sem asas. Uma fonte sem águas. Um firmamento sem estrelas. Um quadro sem moldura”.

Você, meu amigo, é a chave libertadora da eterna prisão que me envolve. Você, pobre como eu, feito, porém, à imagem e semelhança de Deus. Preciso de você para encontrar a unidade perdida, para preencher meu vazio existencial. Você, complemento da minha metade. Você, redentor humano-divino do meu cativeiro individualista. Você, a escada milagrosa que pode conduzir-me aos degraus que levam a Deus.

Para encerrar nosso encontro de hoje, feche, você também, o seu dia agradecendo a Deus, orando com humildade: - “Senhor, dá-me um coração aberto, generoso e serviçal. Que eu nunca me feche sobre mim mesmo. Afasta de mim as teias atrapalhantes do egoísmo. Não quero passar meus dias polindo as grades da própria prisão. Obrigado, Senhor, porque não sou perfeito, acabado. Para encontrar a minha unidade perdida preciso trazer para dentro da minha vida a presença de algum irmão que há tanto tempo encontra sem Ti conhecer. Obrigado, Senhor!

Voe alto, sereno e alegre desprendendo um pouco da terra, tocando o firmamento, cortando as imensidões. Depois, retorne ao chão da realidade, mais inteiro, mais jovial. Retemperado para os embates do dia a dia. Sonhar ajuda, amacia o cotidiano tantas vezes áspero e cruel. Nem Deus proíbe que seus filhos sonhem. Com um detalhe: após o sonho devaneio, cabe-nos voltar à realidade. Temos tarefas, compromissos e obrigações dos quais não podemos fugir. Na vida moderna aprendemos a voar como os pássaros e a nadar como os peixes, mas, infelizmente, ainda não aprendemos a conviver como irmãos. Pense nisso.








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2020. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.