AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa tarde - Itabira, domingo, 11 de abril de 2021 Hora: 13:04

JUSTIÇA
TJMG entrega 6 mil máscaras ao Hospital Sofia Feldman
19/03/2021

Itens doados foram produzidos por recuperandos da Apac de Passos

As máscaras foram entregues nesta quinta-feira (18/3). O hospital está em campanha para arrecadar esses equipamentos de proteção (Foto: Mirna de Moura/TJMG)

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) entregou, nesta quinta-feira (18/3), ao Hospital Sofia Feldman, na região Norte de Belo Horizonte, 6 mil máscaras de proteção. Os itens doados foram confeccionados por recuperandos da Associação de Proteção e Assistência aos Codenados (Apac) de Passos, como resultado de uma parceria envolvendo o Judiciário mineiro, a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (Fbac) e outras instituições parceiras.

Considerada uma das maiores maternidades do Brasil, em número de partos - média de mil por mês - o Sofia Feldman é também hospital referência no SUS em alta complexidade, em Minas, com mais de 1.150 funcionários e atendimento a cerca de 250 pacientes, todos os dias. Por isso, a demanda pelo equipamento de proteção é grande, já que é necessário atender aos funcionários, aos pacientes e a seus acompanhantes.

"Somos um hospital 100% SUS, filantrópico. Diante dos protocolos que são exigidos para a proteção contra a covid-19, precisamos garantir o estoque de máscaras de proteção", explica Brenda Reis, enfermeira do trabalho no Sofia Feldman. Ela conta que, muitas vezes, é preciso fornecer esse item ou realizar a troca dele durante a permanência do paciente, e de seu acompanhante, no hospital.

Por isso, as doações vieram em boa hora. "Nosso reconhecimento e agradecimento à equipe do TJMG que, por meio de parceria com a Apac, tem desenvolvido um trabalho de muita importância à sociedade. Prova disso é que as usuárias, usuários e acompanhantes que vêm ao Hospital Sofia Feldman receberão as 6 mil máscaras de tecidos confeccionas pelos indivíduos privados de liberdade da Apac de Passos", comemorou o diretor administrativo do hospital, Ramon de Almeida Duarte.

O Hospital Sofia Feldman atende a cerca de 250 pacientes por dia e tem uma demanda diária de aproximadamente mil máscaras (Foto: Mirna de Moura/TJMG)

Solidariedade sem fronteiras

Coordenador executivo do programa Novos Rumos do TJMG, o juiz Luiz Carlos Rezende e Santos explica o histórico dessa doação. "Diante do quadro da pandemia, foi possível angariar recursos capitaneados por entidades do terceiro setor, como a Associação Voluntários para o Serviço Internacional (Avsi-Brasil) e o Instituto Minas Pela Paz, e dotar 27 Apacs mineiras com oficinas de costura com prioridade a equipamentos de segurança hospitalar, como é o caso das máscaras", conta.

O juiz lembra que a Apac de Belo Horizonte chegou a doar, sozinha, quase 50 mil máscaras para diversas entidades necessitadas de todo o País, algumas delas no Amazonas. "Agora, diante da grave crise que chegou à capital mineira, verificou-se que o Hospital Sofia Feldman havia iniciado campanha para arrecadação de máscaras para proteção contra a covid-19 e, dada a urgência, conseguiu a imediata disponibilização de 6 mil delas, vindas da Apac de Passos", explica.

Trata-se de uma iniciativa, avalia o magistrado, que desencadeia um círculo virtuoso de benefícios ao redor dos envolvidos, alcançando toda a sociedade. "A solidariedade não tem fronteiras, e o prazer de ajudar nestes momentos de distância são recompensas para todos os envolvidos, desde o recuperando até o juiz da comarca. Todos saem ganhando", declara.

O magistrado destaca ainda que "a maior recompensa não é a remição de pena aos recuperandos, pelos dias trabalhados na confecção das máscaras, ou a redução de gastos ao Executivo, por exemplo. A maior das recompensas é aproximar as pessoas por meio de um gesto solidário e, sobretudo, mostrar que o Judiciário é a ponte mais estável capaz de indicar que tolerância e fraternidade têm lugar em todos os ambientes".

O presidente da Apac de Passos, Fábio de Oliveira, conta que os cerca de 30 recuperandos do regime fechado estão atuando na confecção das máscaras, há mais de nove meses. Juntos, eles já produziram quase 30 mil unidades. O material é doado para entidades diversas, como hospitais e asilos. "Para os recuperandos, esse tem sido um trabalho excepcional, de muita dignidade. Ao mesmo tempo em que confeccionam esses itens, eles estão se reconstruindo, sentindo-se novamente inseridos na sociedade e mostrando que, mesmo encarcerados, eles têm condições de contribuir neste momento de crise humanitária."

A coordenadora de comunicação do hospital, Daniela Oliveira, e o diretor administrativo da entidade, Ramon Duarte, celebraram a doação (Foto: Mirna de Moura/TJMG)

Alternativa viável

"Este trabalho que hoje se exterioriza no gesto de solidariedade, vindo de pessoas em privação de liberdade e dedicado a uma maternidade de referência que atende pelo SUS, teve início há 20 anos, quando o Tribunal de Justiça de Minas Gerais apostou no projeto das Apacs como alternativa viável para o cumprimento de penas", ressalta o juiz coordenador executivo do Novos Rumos.

Desde então, observa o juiz Luiz Carlos Rezende e Santos, essas unidades se multiplicaram e surgiram muitos parceiros que se somaram aos esforços de disseminação e fortalecimento da metodologia apaquiana. "Os atos de valorização humana praticados nas Apacs os motivam a conhecer novos valores, e permitem que eles se preocupem com a sociedade como um todo", conclui.

As Apacs são uma alternativa ao sistema prisional comum. A metodologia investe na recuperação daqueles que cometeram um crime e prima pela humanização do cumprimento da pena. O resultado disso é que a taxa de reincidência criminal nas Apacs é de cerca de 15%, entre os homens, e de aproximadamente 5% entre as mulheres. No sistema comum, esse número oscila entre 80 e 85%. Proporcionar que o recuperando tenha acesso ao trabalho é um dos elementos centrais do método.

Na Apac de Passos, cerca de 30 recuperandos do regime fechado estão confeccionando máscaras há mais de nove meses (Foto: Mirna de Moura/TJMG)

Ascom-TJMG








construtorakellesduarte
INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2021. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.