AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Bom dia - Itabira, terça, 25 de junho de 2019 Hora: 11:06

ESPORTE
Reservas do Galo garantem 3 pontos com vitória em Chapecó
25/06/2017

BRUNO TRINDADE

@SUPERFC

Um time aplicado, brigador, dando chutões e marcando atrás da linha da bola. Foi assim que o Atlético conseguiu surpreender a Chapecoense, fora de casa, neste domingo (25), e com um time reserva e muitos garotos, conquistar a terceira vitória no Campeonato Brasileiro - a segunda fora de casa. O triunfo por 1 a 0, com o gol marcado por Marlone, de cabeça, acabou aliviando a pressão em cima do time, que saiu da zona de rebaixamento, e do técnico Roger Machado, questionado por conta dos resultados ruins na competição nacional.

O resultado traz a certeza de tranquilidade para a semana de trabalho e para o jogo contra o Botafogo, quinta-feira (29), pela primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil e dúvida em relação ao time titular. A boa atuação de alguns reservas, como Valdívia, Marlone, Otero e Roger Bernardo coloca pressão sobre os titulares, que estão devendo melhores atuações.

Na próxima rodada do Brasileiro, o alvinegro joga, no Independência, o clássico contra o Cruzeiro, no domingo. Já a Chape encara o Fluminense, fora de casa, e tenta interromper a sequência de três derrotas seguidas.

O jogo começou dramático para o Atlético. No aquecimento, Giovanni, que seria titular, acabou se machucando, com Cleiton entrando em seu lugar. Logo aos 3 min, foi a vez do zagueiro Rodrigão sentir uma fisgada na coxa esquerda, deixando o campo para a entrada de Bremer. Apesar da situação adversa, o Galo estava bem postado e, após uma paciente troca de bolas, abriu o marcador, aos 11 min. Valdívia fez grande jogada pela direita e cruzou. Marlone, sozinho na área, fez de cabeça.

A vantagem no placar fez o alvinegro se fechar mais e explorar os contra-ataques, principalmente com Valdívia, Marlone e Otero, que quase marcou de falta. A Chape teve uma ótima chance para empatar aos 17 min, com Wellington Paulista. Cleiton saiu mal, mas o centroavante, livre, cabeceou para fora. Os donos da casa criavam as suas melhores chances pelo lado direito do ataque, onde encontrava muitos espaços com Rossi e Apodi, mas a defesa atleticana conseguia afastar o perigo, mantendo a vantagem parcial dos visitantes.

No segundo tempo, a Chapecoense foi para cima e transformou o embate em um duelo de ataque contra defesa. O técnico Vagner Mancini tirou o volante Luiz Antônio e colocou Lourency, deixando a Chape com quatro atacantes. Mesmo com atletas rápidos pela ponta, o time da casa abusava das bolas levantadas na área. O goleiro Cleiton saia meio afobado em alguns lances, mas a defesa estava atenta e afastava o perigo.

Rossi, de carrinho, e Arthur, de cabeça, desperdiçaram as melhores chances dos donos da casa, mandando para fora. O Galo quase não atacou, mas volta para Belo Horizonte com os três pontos na bagagem.








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2019. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.