AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Bom dia - Itabira, segunda, 17 de junho de 2019 Hora: 08:06

ESPORTE
Dominado pelo Vitória, Atlético amarga mais uma derrota no Brasileirão
11/06/2017

Equipe atleticana segue sem vencer fora de casa no Brasileirão e acumula apenas uma vitória em seis rodadas.

JOSIAS PEREIRA

@SUPERFC

O Atlético foi a Salvador na tarde deste domingo com um time remendado, vários desfalques por lesão e suspensão. Mas nada que justifique o futebol burocrático e, por certas vezes, abaixo da crítica do time. A inconsistência do sistema defensivo foi fundamental no resultado. O Vitória, que não vencia o Atlético há sete anos, acabou quebrando o tabu ao superar os alvinegros por 2 a 0, gols de Kieza e Neilton, cada um em um tempo da partida, e conquistar seu primeiro resultado positivo no Brasileiro.

O Galo, por sua vez, segue sua sina. Nenhuma vitória sequer longe dos seus domínios. Não que em casa o time seja um primor, já que possui um triunfo, registrado contra o Avaí. São apenas seis pontos em seis rodadas, desempenho que nenhum torcedor atleticano esperava quando o Brasileirão se iniciou.

O jogo

A defesa reserva do Atlético deixou o torcedor em grandes apuros neste domingo, principalmente no lado esquerdo, com Danilo e Erazo. O setor virou a mina de ouro do Vitória. Foi por lá que o Galo tomou ao menos três bolas nas costas nos primeiros minutos do confronto. No terceiro lance de perigo, o zagueiro Erazo perdeu na corrida com Kieza e acabou puxando o atacante do Vitória dentro da área. Pênalti e cartão amarelo para o equatoriano.

Na cobrança, aos 19 min do 1ºT, Kieza não perdoou e chutou forte, sem chances de defesa para Victor. A sucessão de sustos no lado esquerdo continuou com certa frequência. Roger Machado teve que chamar a atenção de Erazo durante o primeiro tempo para ver se o defensor entrava na sintonia do jogo.

Lá na frente, um ataque formado por Robinho, Marlone, Valdívia e Fred trocava até bons passes, vindo principalmente no contra-ataque. Mas lance de perigo que é bom só em um chute isolado de Valdívia. Muito pouco.

E se o lado esquerdo da defesa atleticana entrou em parafusos, aos 40 min do 1º T, Felipe Santana deu uma furada que, por pouco, não terminou em um gol de Gabriel Xavier.

A bruxa estava solta no Galo. Sem Carlos César, Marcos Rocha e Alex Silva para o setor, Roger Machado improvisou Yago na lateral. E não é que o volante também sentiu? No intervalo, ele precisou ser sacado por conta de um desconforto muscular, dando lugar para Ralph, outro jovem volante.

O Galo começou a etapa complementar de forma mais incisiva. No melhor lance do Galo, Fred, esperto, roubou uma recuada equivocada do Vitória e mandou uma pancada no poste.

Só que o futebol tem destas coisas. No momento que o Atlético se aproximava do gol quem acabou fazendo foi o Vitória. Em outro vacilo da defesa, com a assinatura de Danilo, Neilton deixou o lateral atleticano na saudade, penetrou na grande área e chutou no canto direito de Victor, marcando o segundo, aos 19 min do 2ºT, e dando números finais ao confronto. Resultado que, mais uma vez, deixa o torcedor atleticano com uma pulga atrás da orelha.

OTempo








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2019. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.