AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa tarde - Itabira, sexta, 19 de outubro de 2018 Hora: 17:10 23 ºC
Velocidade do vento: 4.83 km/h
Nascer do Sol: 5:20 am e pôr do Sol: 5:56 pm

COLUNISTAS
Marcos Gabiroba e a crônica da semana “Os valores do saber são nossos tesouros ocultos”
30/07/2018

Ainda hoje, em pleno século XXI vejo, por todos os lados, pessoas desanimadas com a vida e com suas profissões por causa do desemprego que assola o país de norte a sul, de leste a oeste. Não se valorizam e, consequentemente, não são valorizados por aqueles que os cercam. Já observaram esta verdade no mundo de hoje? Se este é o seu caso, eu lhe pergunto: o que você tem feito pelo seu crescimento pessoal e profissional? Você tem procurado aumentar o seu círculo de relacionamento? Tem se esforçado em aprender algo novo a cada dia? São perguntas que não se calam no Brasil de hoje e quiçá no mundo moderno.

Feliz é a pessoa que se coloca sempre como aprendiz da vida e, em cada conversa, em cada relacionamento, busca aprender e conhecer mais. Inteligente é o profissional que não se contenta em saber só sobre sua área de atuação, mas que se informa e se atualiza sobre tudo o que diz respeito ao seu trabalho de forma geral.

Pode não parecer, mas a verdade é que as oportunidades existem para todos; o problema é que poucos se preparam para elas, poucos assumem a direção de suas vidas e se esforçam no sentido de evoluir e se valorizar. Já pensou nisso?

Num país como o nosso em que só os políticos corruptos e os empresários mais corruptos ainda têm vez e voz, o saber fazer, a experiência e o conhecimento são valores que, se adquiridos, jamais serão tirados de você. Portanto, levante-se daí e vá aprender algo novo, agora, porque saber e saber bem sempre teve e terá poder, pois os seus tesouros ocultos se afluirão! Pense nisso. Você caro ouvinte já observou que um dos grandes defeitos de nós seres humanos é a não valorização da vida e da própria família? Somos pessoas rodeadas de tesouros e, na maioria dos casos, não temos consciência disso. Infelizmente, ainda em pleno século, o que conta para muitas pessoas, são as posses materiais e a situação social. Buscamos o supérfluo e esquecemos ou deixamos de lado o essencial, isto é, nossos tesouros ocultos? Como temos comportado em relação aos nossos familiares, no trabalho que ainda possuímos, poucos é verdade, mas possuímos e em nossos estudos e aos testes que a vida nos aplica?

Por mais difícil e complicada que seja a sua família, ela é um tesouro oculto, porque através dos relacionamentos mais difíceis é que você se enriquece de paciência e aprende a solucionar os problemas das relações pessoais. Já pensou nisso? O trabalho que você ainda tem é outro tesouro, que muitas vezes você negligencia e perde para pessoas que sabem valorizar as oportunidades da vida?

A escola e os mais modernos meios de comunicação de que você dispõe são tesouros valiosíssimos, que lhe fazem ganhar mais tempo, que é também outro tesouro que você desperdiça, sem perceber?

Ora, você caro ouvinte de todas as semanas, prestem a atenção: a melhor forma de viver plenamente, desfrutando desses tesouros ocultos em sua vida, é se conscientizar de que neste mundo, ainda não existe vida perfeita, parceiro perfeito, família perfeita ou trabalho perfeito, ou seja, é preciso tomar todo o cuidado com as idealizações exageradas, que podem acabar por lhe causar revolta quando você “acordar” e percebe que seus planos não se realizaram como você imagina.

Aprender a aceitar as imperfeições humanas, respeitando o direito de cada um e crescer a seu tampo é também, um tesouro oculto. Sua felicidade e seu sucesso consistem, simplesmente em valorizar sua vida e de todos àqueles que o rodeiam como verdadeiros tesouros de sua riqueza interior. Pensem nisso. Os Tesouros ocultos são dádiva de Deus. Jamais nos esqueçamos dessa verdade.

Para ilustrar nosso encontro de hoje essa pérola de história que poderá ser-lhes útil no seu dia a dia, de um autor desconhecido: “Conta-se que certa vez, um homem caminhava pela orla de uma praia, numa noite de lua cheia, pensando consigo mesmo: se eu tivesse um carro novo, seria feliz; se eu tivesse uma casa bem grande, seria feliz; se eu tivesse um excelente trabalho, seria feliz; se eu tivesse uma parceira perfeita, seria feliz; momento em que tropeçou numa pequena sacola cheira de pedras. Apanhou-a e começou a jogar cada pedrinha, uma a uma no mar, cada vez repetindo; seu eu tivesse... se eu tivesse... se eu tivesse...

Até que lhe sobrou uma única pedrinha que resolveu guardá-la. Ao chegar em casa, percebeu que aquela pedrinha se tratava de um diamante muito valioso.

Podemos imaginar quantos diamantes valiosos ele jogou no mar sem parar para pensar”. Meus amigos e ouvintes assim somos todos nós, indistintamente: jogamos fora todos os nossos tesouros ocultos por estarmos esperando o que se acredita ser perfeito ou sonhando ou desejando o que não tem, sem dar valor ao que se tem perto. Se olhássemos ao nosso redor, parando para observar nossos tesouros ocultos, quão afortunados seríamos? Pensem bem, muito perto de nós está a felicidade – cada talento oculto deve ser observado – pode ser um diamante muito valioso. Cada dia de nossa vida pode ser considerado um diamante ou um tesouro oculto precioso, valioso e insubstituível. Depende de cada um de nós aproveitá-los, ou lançá-los ao mar do esquecimento para nunca mais recuperá-los. Pensem nisso.








aquecesol
INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2018. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.