AS Notícias Online alcantara
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa tarde - Itabira, quinta, 16 de agosto de 2018 Hora: 14:08 23 ºC
Velocidade do vento: 11.27 km/h
Nascer do Sol: 6:14 am e pôr do Sol: 5:41 pm

COLUNISTAS
Marcos Gabiroba a crônica da semana “Se você acredita, é uma verdade! amor com amor se paga”
23/01/2018

Hoje, dia de São Sebastião, me desvio de assuntos políticos para adentrar no campo da introspecção, isto é, uma meditação de coisas da vida que na maioria das vezes passam despercebidas e que, dentro dos limites humanos podem servir-nos de lição para o nosso dia a dia. Por exemplo: quantas vezes já dissemos: “Eu sou assim mesmo” ou “É, as coisas são assim, não podemos mudar” ou ainda, “Pau que nasce torto morre torto”. Essas frases na realidade estão dizendo que isso é o que acreditamos como verdade para nós, e, geralmente, aquilo em que aceitamos não passa de opinião de outra pessoa que incorporamos no nosso sistema de crenças. Sem dúvida, ele se ajusta a todas as outras coisas em que cremos, não é mesmo?

Aqui cabe uma pergunta: você é uma dessas pessoas que acordam numa certa manhã, veem que está chovendo e logo vai dizendo: “que dia miserável”? Não é um dia miserável. É apenas um dia molhado. Se usarmos as roupas apropriadas e mudarmos nossa atitude, podemos nos divertir bastante num dia chuvoso. Agora, se nossa crença for à de que dias de chuva são miseráveis, sempre receberemos a chuva de mau humor.

Lutaremos contra o dia em vez de acompanharmos o fluxo do que está acontecendo no momento.

Pense bem: não existe dia “bom” ou “mau tempo”, existe somente o clima de nossas reações individuais a eles.

Se quisermos uma vida alegre, precisamos ter pensamentos alegres. Se quisermos uma vida próspera, precisamos ter pensamentos de prosperidade. Se quisermos uma vida com amor, precisamos ter pensamentos de amor, pois luz só atrai luz. Tudo o que enviamos para o exterior, mental ou verbalmente, voltará a nós numa forma igual, pois como prediz velho e conhecido adágio popular, “Amor com amor se paga” não é mesmo? Na vida real, conhecemos muitos casais que se casam e vão conviver na casa da sogra. Depois de alguns dias, ou meses, sogra e nora, nora e sogra passam a não se entender. As personalidades de ambas são totalmente diferentes e, normalmente, a nora se irrita com a sogra e vice versa. Hábitos ou modus vivendi se explodem. Nora criticando a sogra e sogra não suportando a nora. Críticas mútuas, discussões, picuinhas e brigas constantes.

De acordo com o sistema usual “quem casa quer casa” ou seguindo uma tradição chinesa “a nora tem que se curvar à sogra e obedecer-lhe em tudo”. Eu disse “tradição chinesa”, não confundam, por favor, com o sistema brasileiro e normas jurídicas nacionais vigentes. Geralmente, em casos como estes que conhecemos vida a fora, a nora, normalmente procura seus pais para um conselho ou instruções de como se sair destas situações desagradáveis e embaraçosas. Por sua vez os pais ouvem atentamente os reclamos da filha e, sem quererem intervir no relacionamento, entre filha, nora e genro, tiram da cartola de experiência da vida conjugal, algum ensinamento produtivo na solução dos relacionamentos em conflito.

São várias as soluções que conheço, vividas em meu tempo de advocacia, e, uma delas permaneceu para sempre em minha mente que jamais esquecerei. Um pai, amigo meu, ouviu, atentamente sua filha. Sem pronunciar sequer uma palavra, tomou em suas mãos um pacote de ervas e disse à filha: “você não poderá usá-lo de uma só vez para se libertar de sua sogra porque isso causaria suspeita. Vou lhe dar várias ervas que irão lentamente envenenando sua sogra. A cada dois dias coloque um pouco dessas ervas na comida dela.

Agora, para ter certeza de que ninguém suspeitará de você quando ela morrer, você deve ter muito cuidado e agir de forma muito amigável. Não discuta, ajudarei a resolver seu problema, minha filha, mas você tem que me escutar e seguir todas as minhas instruções que eu lhe der”. A filha de meu amigo e cliente agradeceu a seu pai, voltou apressadamente para a casa de sua sogra para colocar em prática os ensinamentos a ela outorgados.

Semanas se passaram e a cada dois dias a filha de meu cliente servia a comida “especialmente tratada” à sua sogra. Conscientemente ela obedecia ao conselho do seu pai, evitando quaisquer suspeitas, mas para tanto e ao mesmo tempo fez a sua parte, controlando seu temperamento. Obedecia a sogra e a tratava como se fosse sua própria mãe. Depois de seis meses a casa inteira continha outro astral. A filha de meu cliente controlando seu temperamento, quase sempre nunca se aborrecia. Durante este período não havia nenhuma discussão com a sogra, que agora parecia muito mais amável e mais fácil de lidar uma com a outra e vice versa. As atitudes da sogra também se modificaram e elas passaram a se tratar como mãe e filha.

Diante da nova situação a filha de meu cliente procurou, novamente, seu pai para solicitar-lhe ajuda para evitar que sua sogra morresse, pois ela havia se tornado numa mulher agradável e ela a amava como se fosse sua própria mãe, momento em que o pai, sorrindo disse à filha: “não se preocupe minha filha, as ervas que lhe dei eram vitaminas para melhorar a saúde dela. O veneno estava na sua mente e na sua atitude, mas foi jogado fora e substituído pelo amor que você passou a dar a ela”. Amigos qualquer semelhança com a realidade não é presunção, e sim, mera coincidência. É fato real.

Assim é a vida. Quantos casais, hoje em dia são iguais aos fatos acima narrados e que não têm solução, ou não querem encontrar soluções, porque o ódio é maior que o amor.

Quem muito ama seu semelhante constrói para a eternidade, pois não há uma noite tão longa que não encontre o dia, não é mesmo? E não há chuva que passe e não traga o sol de volta. Para finalizar nosso encontro de hoje deixo aqui gravada esta frase de Martin Luther King para sua superação de pequenos ou grandes problemas: “Hoje é sempre o dia certo, de fazer as coisas certas, da maneira certa. Depois será tarde”. Também pense nisso, pois a vida sempre continua....








aquecesol
INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2018. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.