AS Notícias Online
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa tarde - Itabira, sexta, 21 de setembro de 2018 Hora: 17:09 25 ºC
Velocidade do vento: 11.27 km/h
Nascer do Sol: 5:44 am e pôr do Sol: 5:49 pm

POLÍCIA
Vereadores são convocados para reunião após pronunciamento de vereador sobre estudante que foi vítima de estupro
12/04/2018

O resultado final das investigações não será informado pelas autoridades

A fala do vereador Vanderlei Miranda (PR) sobre a hipótese do estupro da universitária da UEMG ser falso fez que o Ministério Público e as autoridades policiais de João Monlevade convocassem uma reunião urgente com todos os parlamentares para esclarecer os fatos. Vanderlei usou a Tribuna da Casa, na noite anterior e relatou que a violência sofrida pela estudante poderia ser falsa, e que pessoas próximas a ela teriam passado a ele as informações. A fala de Miranda caiu como uma bomba e despertou a atenção das autoridades policias e do Ministério Público que investigam o crime.

A imprensa não teve acesso à reunião que durou cerca de 1h20 no plenário da Câmara e contou com a presença do promotor de Justiça Rodrigo Fraga Almeida, da delegada Camila Batista Alves e do delegado Regional Alberto Gomes; do Tenente Coronel Fábio Barcelos, comandante da 17ª Companhia de Polícia Militar Independente e do subcomandante da unidade capitão Felipe Gaigher. Os assessores jurídicos da Câmara também acompanharam a reunião.

Ao final do encontro, os vereadores foram orientados pelas autoridades a não comentarem o teor da reunião. Apenas uma das autoridades falaria com a imprensa e a delegada Camila Alves foi nomeada porta-voz para fazer um comunicado.

Segundo ela, as investigações estão sob segredo de Justiça e o inquérito que apurou o estupro deve, no máximo, ser concluído na semana que vem, quando ela fará o encaminhamento dele ao Ministério Público. “O resultado não será divulgado para imprensa e nem para sociedade de modo geral, porque o estupro é um crime sigiloso e nos leva a uma investigação sigilosa. Isso porque envolve a honra de uma mulher e por entendimento legal nós não podemos passar essas informações. Queremos contar com a compreensão da imprensa e dos vereadores e de que mais nada sobre isso será falado”, enfatizou a delegada.

BELL SILVA








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2018. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.