AS Notícias Online alcantara
HOME ESPORTE GERAL POLÍCIA POLÍTICA EMPREGOS MULHERES AGENDA COLUNISTAS FOTOS VÍDEOS CONTATO
Boa tarde - Itabira, terça, 14 de agosto de 2018 Hora: 14:08 22 ºC
Velocidade do vento: 6.44 km/h
Nascer do Sol: 6:15 am e pôr do Sol: 5:40 pm

ESPORTE
Cruzeiro vence o Atlético-PR de virada e sobe para o terceiro lugar no Brasileiro
CAMPEONATO BRASILEIRO 23/07/2018

Fotos: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Cláudio Antonio

Em mais um jogo de muita garra e determinação, o Cruzeiro demonstrou novamente a força e a qualidade de sua equipe, superou os erros da arbitragem e o futebol competitivo do Atlético-PR e venceu o adversário por 2 x 1, de virada, na noite deste domingo, no Mineirão, assumindo a terceira colocação do Campeonato Brasileiro.

De Arrascaeta e o Pirata Hernán Barcos marcaram os gols da Raposa, que buscará a terceira vitória consecutiva na competição contra o Corinthians, na próxima quarta-feira, às 21h45, na Arena Corinthians, em São Paulo-SP.

O jogo

As duas equipes fizeram um primeiro tempo até certo ponto equilibrado, apostando no toque de bola, mas o Cruzeiro teve mais volume de jogo e foi prejudicado pela arbitragem em dois lances capitais, o que vem acontecendo diversas vezes no Brasileirão deste ano.

Na primeira jogada em que a arbitragem equivocou, aos 20 minutos, De Arrascaeta fez um lançamento preciso para Robinho, que tocou na medida para o Pirata Hernán Barcos marcar. Mas o árbitro gaúcho Jean Pierre Gonçalves Lima, auxiliado pelo assistente, invalidou o gol, marcando impedimento inexistente de Robinho.

Aos 37, o ex-cruzeirense Jonathan cometeu falta muito clara em De Arrascaeta no campo de defesa da equipe paranaense, mas o árbitro nada marcou. No contra-ataque, Bruno Guimarães foi derrubado dentro da área da Raposa. O também ex-cruzeirense Guilherme cobrou muito bem o pênalti e abriu o marcador.

O tetracampeão brasileiro literalmente encurralou o adversário no segundo tempo e, logo aos 3 minutos, só não empatou por causa de duas grandes defesas do goleiro Santos, em uma falta cobrada por Thiago Neves e uma finalização de Léo, no rebote.

Aos 20, o meia Rafinha, que havia acabado de entrar em campo, no lugar de Lucas Silva, recebeu passe na direita e tocou para Robinho, que cruzou para De Arrascaeta marcar, de cabeça, deixando tudo igual.

A pressão era enorme e surtiu efeito mais uma vez aos 35, com o gol da virada, marcado pelo argentino Hernán Barcos, em uma jogada bem parecida com a do primeiro gol. O lance passou novamente pelos pés de Rafinha, que tocou para Robinho. O meia cruzou para Barcos, dentro da área, e o Pirata, impiedoso, fuzilou para o gol, decretando a segundo vitória seguida do Cruzeiro.

Homenagem

Antes do início da partida, o meia Robinho foi homenageado pelo presidente do Cruzeiro Esporte Clube Wagner Pires de Sá com uma placa por ter completado 100 jogos com a camisa do time de futebol mais popular e vitorioso de Minas Gerais.

O camisa 19 da Raposa, que foi contratado pelo Cruzeiro em abril de 2016,  atingiu a marca centenária na vitória sobre o América-MG, por 3 x 1, na noite da ultima quinta-feira, também no Mineirão.

Robinho foi um dos grandes nomes da vitória sobre o Atlético-PR neste domingo, com duas assistências para os gols do uruguaio De Arrascaeta e do argentino Hernán Barcos. Diante disso, se tornou o atleta cinco estrelas que mais assistências fez na temporada, com oito passes que resultaram em gols, superando Egídio, que tem sete.

“Tivemos qualidade para virar”

O técnico do Cruzeiro Mano Menezes elogiou o Atlético-PR e destacou a qualidade do time cinco estrelas como fator primordial para a vitória, de virada, por 2 x 1, na noite deste domingo, no Mineirão.

De acordo com o comandante celeste, os dois times demonstraram muita vontade, mas a categoria celeste prevaleceu e assegurou ao Cruzeiro a segunda vitória nos dois jogos que disputou no Brasileirão após a parada para a Copa do Mundo.

“O Atlético-PR não é um time para estar onde está. Quando nós não jogamos bem, eles criaram problemas e poderíamos ter tomado um gol antes do pênalti. Mas depois do gol aceleramos e já no primeiro tempo, foi possível ver o time foi mais objetivo, buscando a jogada em direção ao gol. No segundo tempo voltamos ainda melhor e fizemos por merecer sair com o resultado positivo, tantas foram as chances criadas”, disse o treinador da Raposa.

“Tivemos qualidade para virar, não adianta ter só vontade. Não faltou vontade para o nosso adversário também, certamente, mas a gente teve mais qualidade, chegou pelos dois lados, foi criando oportunidades e merecemos a virada”, finalizou.

CRUZEIRO 2 X 1 ATLÉTICO-PR

Motivo: 14º rodada Campeonato Brasileiro

Data: 22/07/2018 (domingo)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG

Público: 12.129 pagantes / 15.023 presentes

Renda: R$ 245.910,00

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima-RS (CBF-AB)

Gols: Guilherme, aos 39 min. do 1º tempo; De Arrascaeta, aos 20 min., e Hernán Barcos, aos 35 min. do 2º tempo

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Marcelo Hermes; Lucas Silva (Rafinha), Lucas Romero, Robinho, Thiago Neves (Raniel) e De Arrascaeta; Hernán Barcos (Bruno Silva)

Técnico: Mano Menezes

Atlético-PR: Santos; Jonathan, Wanderson, Paulo André e Nicolas; Bruno Guimarães (Matheus Rossetto), Lucho González e Guilherme; Nikão (Bruno Nazário), Pablo e Bergson

Técnico: Tiago Nunes

Cartões amarelos: Guilherme, Bergson e Nikão (Atlético-PR); Edilson (Cruzeiro)

Cartão vermelho: Lucho González

www.cruzeiro.com.br








INFORMAÇÃO COM RESPONSABILIDADE! Whatsapp: (31) 9 8863-6430
E-mail: contato@asnoticiasonline.com.br
AS Notícias Online 2018. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvedor: SITE OURO

Copyright © 2017 - AS Notícias Online - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.